Nas Notícias

Vídeo: “Bons trabalhadores fazem-se com bons salários”, diz Sousa Tavares

No seu habitual espaço de comentário na SIC, ao falar sobre economia, Miguel Sousa Tavares defendeu o aumento dos salários para os trabalhadores. “É preciso que os patrões entendam que bons trabalhadores se fazem com bons salários”, disse.

“Em relação ao emprego, aquilo que ele [ministro das Finanças] diz diverge completamente daquilo que é revelado pela União Europeia sobre a qualidade do trabalho”, começou por manifestar.

“Desde que este Governo está em função creio que criou 240 mil empregos novos, que é diferente de diminuir o desemprego, que talvez não sejam, como diz o ministro, contratos a prazo mas que não são empregos qualificados”, acrescentou.

Sousa Tavares salientou, por outro lado, que “são sobretudo empregos na restauração, nos serviços turísticos aquilo que tem feito crescer a nossa economia”.

Mas foi ao falar sobre a produtividade que falou sobre os salários.

“Se é verdade que o salário médio tem crescido 1,7, 1,8 em média, a produtividade tem crescido mais que isso (2,3 em média). Ou seja, o salário não acompanha a produtividade. Nós continuamos a ser dos países europeus que tem mais baixos salários em todos os escalões. Os baixos, os médios e os altos são todos maus.”

Miguel Sousa Tavares falou sobre um “problema cultural”.

“O problema começa por ser cultural. É preciso que os patrões entendam que bons trabalhadores se fazem com bons salários. Um trabalhador não pode estar a produzir decentemente se não ganha suficientemente”.

Veja o vídeo

No comentário, ao falar desta realidade, deu o exemplo do comércio de Natal.

“Se querem mão de obra, paguem melhor e a mão de obra aparece”

“Os comerciantes estão com medo de não ter mau de obra para o Natal. Ora bem, por que pagam o ordenado mínimo? É uma questão de mercado. Se querem mão de obra, paguem melhor e a mão de obra aparece. Quando vemos o grande comércio a pagar o ordenado mínimo sistematicamente…”

Rodrigo Guedes de Carvalho, que conduzia a entrevista naquele espaço do Jornal da Noite, também deixou um comentário sobre a leitura que faz desta realidade.

“E não só. Muitas empresas de topo a esmagar salários às novas gerações, dizendo que já é muito bom ter emprego.”

“Exatamente. Estamos a criar emprego, depois de bater no fundo, em 2013. Qualificado ou não a pressão sobre quem está desemprego está a diminuir e a pressão começa a passar para o patronado”, finalizou Miguel de Sousa Tavares.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir