Desporto

Antigo árbitro turco denuncia alegada fraude no sorteio da Champions

Segundo Ahmet Çakar, os responsáveis da UEFA utilizaram um sistema de vibração nas bolas para sortear a equipa que queriam do pote. Antigo juiz diz ainda que o resultado do sorteio oficial foi o mesmo do ensaio, realizado um dia antes.

O futebol mundial está a ser novamente abalado por mais uma polémica, desta vez envolvendo a UEFA.

Dois dias depois de José Mourinho ter lançado o caso da suposta fraude na escolha FIFA para o Melhor Treinador do Mundo, agora é a vez de Ahmet Çakar, antigo árbitro turco, colocar em causa o sorteio dos quartos de final da Liga dos Campeões, realizado na semana passada, em Nyon, Suíça.

Segundo Çakar, a UEFA utilizou um sistema de vibração nas bolas para escolher, como quisesse, as equipas que se defrontariam nesta fase.

Num canal de televisão turco, Ahmet Çakar questiona, por exemplo, o Real Madrid-Galatasaray.

O antigo juiz fala ainda noutro dado curioso. Nenhum dos principais candidatos à vitória na prova, Borussia Dortmund, Real Madrid, Bayern Munique e Barcelona, jogam entre si nestes quartos de final, o que desde logo poderá culminar com jogos de ‘gigantes’ nas meias-finais e na final.

Recorde o resultado do sorteio:
Málaga – Borussia Dortmund;
Real Madrid – Galatasaray;
PSG – Barcelona;
Bayern Munique – Juventus.

Ajudando ao que Ahmet Çakar defende, acerca do alegado sistema vibratório nas bolas, está já a ‘correr’ nas redes sociais um vídeo onde surge Gianni Infantino, responsável da UEFA, a mexer alegadamente em algo ao lado do pote com as bolas do sorteio.

 


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir