Desporto

Antigo árbitro turco denuncia alegada fraude no sorteio da Champions

Segundo Ahmet Çakar, os responsáveis da UEFA utilizaram um sistema de vibração nas bolas para sortear a equipa que queriam do pote. Antigo juiz diz ainda que o resultado do sorteio oficial foi o mesmo do ensaio, realizado um dia antes.

O futebol mundial está a ser novamente abalado por mais uma polémica, desta vez envolvendo a UEFA.

Dois dias depois de José Mourinho ter lançado o caso da suposta fraude na escolha FIFA para o Melhor Treinador do Mundo, agora é a vez de Ahmet Çakar, antigo árbitro turco, colocar em causa o sorteio dos quartos de final da Liga dos Campeões, realizado na semana passada, em Nyon, Suíça.

Segundo Çakar, a UEFA utilizou um sistema de vibração nas bolas para escolher, como quisesse, as equipas que se defrontariam nesta fase.

Num canal de televisão turco, Ahmet Çakar questiona, por exemplo, o Real Madrid-Galatasaray.

O antigo juiz fala ainda noutro dado curioso. Nenhum dos principais candidatos à vitória na prova, Borussia Dortmund, Real Madrid, Bayern Munique e Barcelona, jogam entre si nestes quartos de final, o que desde logo poderá culminar com jogos de ‘gigantes’ nas meias-finais e na final.

Recorde o resultado do sorteio:

Málaga – Borussia Dortmund;

Real Madrid – Galatasaray;

PSG – Barcelona;

Bayern Munique – Juventus.

Ajudando ao que Ahmet Çakar defende, acerca do alegado sistema vibratório nas bolas, está já a ‘correr’ nas redes sociais um vídeo onde surge Gianni Infantino, responsável da UEFA, a mexer alegadamente em algo ao lado do pote com as bolas do sorteio.

 


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: