Bisturi

Verão Novo, Incêndio Velho!

Autor: Nuno Novo Ramos

Quantos de nós se lembram de um Verão sem incêndios? De pelo menos uma vez, não ter passado por uma terra queimada, por vezes ainda a fumegar! De ver no jornal da noite que “incêndio deflagrou” perto da nossa “terrinha”. Perto da “terrinha” dos nossos avós, onde já todos fomos tão felizes! Quantos?

Eu não me lembro! Todos os anos, de Maio a Setembro, vivemos esta calamidade, que são os incêndios!

Ano após ano, Governo após Governo, da Direita à Esquerda, ouvimos promessas de novas medidas, de novos equipamentos, de novos meios para os nossos bombeiros, mas na realidade, as mudanças são zero!

Portugal, o campeão da Europa, o campeão do Turismo, o campeão do Festival da Canção, teima em ser o campeão da memória curta!

Há medidas de fundo que devem ser tomadas, e que vão além de promessas de equipamentos e afins! Para quando um orçamento de estado que inclua uma parcela razoável ao combate às chamas? Com um investimento inteligente, que abrande o cultivo dos eucaliptos, e aposte num reflorestamento com árvores autóctones, de Vidoeiros, Carvalhos, ou Castanheiros (espécies que contribuem para travar o avanço das chamas). Com faixas largas e maior espaçamento entre as árvores, para que os Bombeiros possam intervir com maior rapidez. Com a limpeza das matas, que apesar de simples, iria ter efeitos gigantescos na prevenção aos incêndios!

“Alguns” afirmam por aí, que o aquecimento global é “um mito” ou uma manobra política ou económica, mas nós em Portugal vivemos esta semana temperaturas que não nos são normais, com trovoadas secas, e fortes rajadas de vento, mas tudo sob a temperatura de 40 graus “à sombra”.

Tudo combinado culminou no maior incêndio que o nosso País tem memória, com já cerca de 62 vítimas mortais, outros tantos feridos graves!

É um facto, não é altura para criticar, e sim “é fácil falar” para quem está sentado ao computador, e assiste a tudo isto pela televisão. Mas não está na hora de mudar?! Não está na hora de prevenir?! Julgo que sim! Chega de deixar que esta discussão chegue a Setembro e não seja mais tema até Maio de 2018!

A nossa população merece mais, os nossos Bombeiros merecem mais, Portugal merece mais!

Por fim, os meus sentimentos aos familiares e amigos das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, e um enorme obrigado aos nossos Bombeiros, que mesmo nunca sabendo se voltam, deixam de ir combater o fogo!


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: