Nas Notícias

Velórios interrompidos por motivos “imprevisíveis”, explica a ministra

Os motivos que ditaram a interrupção dos velórios das duas vítimas mortais da legionella “são coisas imprevisíveis”, no entender da ministra da Justiça.

No Parlamento, Francisca Van Dunem foi questionada sobre a atuação da PSP, que para recolher os corpos (por determinação do Ministério Público) teve de interromper os velórios.

“São situações que acontecem, totalmente imprevisíveis e que não são consentâneas com a existência de manuais de instruções”, respondeu a ministra da Justiça.

“Se, se… Os manuais de instruções não funcionam”, insistiu Francisca Van Dunem: “A vida não é assim”.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: