Local

Vasco Lourenço sugere que roubo em Tancos foi encenado para derrubar Governo

“Tudo o que se conhece [sobre o roubo] aponta para que não tenha havido um assalto. Não houve confronto, não houve violência”, diz o coronel Vasco Lourenço, que acredita que o assalto foi orquestrado para derrubar o Governo.

O coronel Vasco Lourenço considera que o assalto aos paióis de Tancos, onde estava armazenado armamento, poderá ter sido um plano para derrubar o Governo de António Costa.

“É evidente que não tenho garantias de que a ilação que estou a fazer seja correta”, começa por afirmar, em entrevista ao Notícias ao Minuto.

No entanto, alega que essa é “a hipótese lógica de análise relativa à situação”. Até porque não há sinais de que tenha havido um assalto: “Não houve confronto, não houve violência.

“Tudo aquilo que se conhece aponta para não tenha havido um assalto… não houve confronto, não houve violência. Não é credível que aquilo se tenha passado, por exemplo, como o Expresso contou em que só faltou pôr o vídeo da filmagem do assalto”, sustenta.

Vasco Lourenço defende ainda que “é preciso saber quem provocou o acerto de cargas, quem fez o furto e durante quanto tempo”.

O coronel entende que este poderá ter sido um plano para derrubar o Governo, que foi alvo de duras críticas, pelo episódio de Tancos.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: