Saúde

Vacina contra cancro do colo do útero só aos 13 anos a partir de 2012

cancro_colo_uteroO secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Leal da Costa, afirma que o Plano Nacional de Vacinação prevê alterações na administração da vacina contra as infecções pelo vírus do papiloma humano, responsável pelo cancro do colo do útero: só para raparigas com 13 anos.

Há novas regras no Plano Nacional de Vacinação, que avançam já a partir de 2012 e permitem uma poupança de 6,5 milhões de euros. Uma das alterações é a idade das meninas com direito à vacina: 13 anos. Outra prende-se com a comparticipação nas farmácias, que deixa de vigorar, segundo adianta Fernando Leal da Costa à agência Lusa.

O Ministério da Saúde já homologou as alterações ao Plano Nacional de Vacinação e justifica esta mudança com o facto de a campanha de vacinação de raparigas com 17 anos já estar concluída.

O diretor-geral da Saúde, Francisco George, assegurou ao Público, no entanto, que as raparigas abrangidas pela campanha que arrancou em 2008 e que não tenham completado a imunização poderão fazê-lo sem custos, independentemente destas alterações.

Todos os anos registam-se cerca de 300 vítimas mortais. A deteção precoce e, consequentemente, um tratamento atempado permitem uma taxa de sobrevivência de cinco anos é muito elevada (cerca de 80 por cento).

Mais partilhadas da semana

Subir