Mundo

Trump vai autorizar acesso a documentos secretos sobre a morte de Kennedy

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou para breve a publicação de novos documentos, mantidos em segredo durante décadas, sobre a morte de John F. Kennedy, Através da rede social Twitter, Trump escreveu que “sob reserva de receber novas informações” autoriza, “como Presidente, que os dossiês JFK há muito bloqueados e classificados como secretos sejam abertos”.

Os Arquivos Nacionais americanos, em Washington, têm mantido em sigilo cinco milhões de documentos sobre o homicídio de John F. Kennedy. Com a decisão do líder americano, 3 100 desses documentos nunca divulgados poderão ser publicados, assim como a versão completa de documentos que já foram divulgados parcialmente.

Trump pode, todavia, manter o sigilo em relação a alguns documentos devido a razões de segurança. A comunicação norte-americana dá conta de uma pressão a Trump por parte da CIA e do FBI de forma a que alguns documentos não sejam divulgados, nomeadamente os dos anos de 1990, já que podem expor agentes e informadores ainda em atividade.

A morte de John F. Kennedy, a 22 de novembro de 1963, em Dallas, Texas, está envolta em teorias da conspiração há décadas.

 

 

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir