Motores

Triunfo sensacional de Rui Ramalho no Caramulo

Rui Ramalho alcançou um brilhante triunfo na Rampa do Caramulo, prova que o Targa Clube organizou mais uma vez na mítica serra beirã. O piloto do Osella PA2000 Evo2 impôs-se mercê de um tempo total de 2m29,555s no cômputo das duas melhores subidas.

Além de vencer, o piloto do Porto ainda ficou com o novo recorde da prova – 1m14,670s, o que dá bem a noção do seu fortíssimo andamento ao longo de todo o fim de semana.

Com recordes batidos em todas as subidas exceto na última, Rui Ramalho e Pedro Salvador deram um grande espetáculo, com o piloto do Silver Car a nunca baixar os braços, batendo-se até ao último metro pelo triunfo, mas tendo de se contentar com o segundo lugar final a somente 260 milésimos do vencedor.

Paulo Ramalho (Osella PA21S) foi o terceiro na frente de João Fonseca em BRC CM05 Evo e Nuno Guimarães (BRC CM02), estes, os cinco primeiros da classificação geral e da Categoria 1.

Na Categoria 2 Gonçalo Manahu (Porsche 997 GT3 Cup) mostrou-se implacável, consumando o triunfo com o tempo total de 2m52.665s, na frente de José Correia (Nissan GT-R GT3) e de Edgar Reis (Porsche 997 GT3 Cup).

Depois da ausência na subida oficial de sábado, Manuel Correia esteve imparável com o Ford Fiesta R5+ nas duas subidas de domingo, triunfando na Categoria 4 com a marca final de 2,55,850s. Luis Silva (BMW M3) foi segundo, com o último lugar do pódio a pertencer a Nuno Pinto (Mazda MX5).

Joaquim Teixeira venceu destacado a Categoria 5, obtendo o tempo total de 2m56,246s com o seu Renault Megane Trophy V6, na frente de Francisco Marrão (SEAT Leon Supercopa).

Sempre na liderança da Categoria 3 ao longo das três subidas de provas, Pedro Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo IX) não foi incomodado no caminho até à vitóri. No segundo lugar ficou o piloto local Carlos Luis (SEAT Leon TDi), seguido por Carlos Guimarães (Peugeot 206 RC).

Vitória fácil para Armando Freitas (Toyota Starlet) na Taça Nacional de Montanha,. Ricardo Sousa foi o segundo (Fiat Uno 45s), enquanto no Campeonato Nacional de Clássicos Montanha, o grande vencedor foi Flávio Sainhas. O piloto do Ford Escort MKI bateu o favorito José Pedro Gomes em carro idêntico e Parcídio Summavielle (Datsun 240Z).

No Troféu Nacional de Clássicos Montanha, a vitória pertenceu aos pilotos da casa, com Fernando Salgueiro (Ford Escort MKI) a ser o melhor. Completaram o pódio, Ricardo Loureiro (Ford Escort MKI) e Carlos Oliveira (BMW 323i).

Sempre na frente, Anibal Rolo (Datsun 1200 Coupé) venceu a Taça Nacional de Clássicos 1300, diante de José Pedro Figueiredo (Datsun 1200) e de Domingos Fernandes (Autobianchi A112).

O Campeonato Nacional de Montanha Valvoline prossegue dentro de duas semanas, com a realização da Rampa Porca de Murça.

Fotos: Armindo Cerqueira/Foto GTi


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir