Motores

Tiago Monteiro teve duas “corridas difíceis” na Argentina

Tiago Monteiro saiu de Termas de Rio Hondo com a sua liderança no Campeonato do Mundo de Carros de Turismo reforçada, mas considera que o desfecho das duas corridas na Argentina não traduz as dificuldades que sentiu ao longo do fim de semana.

Acima de tudo o piloto português da Honda está ciente de que a concorrência está muito forte e que nesta altura da competição não se pode dar ao luxo de ter um percalço.

“Foram corridas difíceis com muitas lutas sobretudo no início. Corri alguns riscos mas a meu ver controlados e no final as coisas acabaram por correr bem. Fui o piloto que mais pontos somou nas duas provas e isso em termos de Campeonato é importante. Cumprimos o objetivo a que nos propusemos de sair da Argentina para o interregno das férias de verão mais tranquilos no primeiro lugar”, considerou o piloto português da Honda.

Ainda assim Tiago está ciente de que a diferença para Thed Björk é curta, e que nada pode ser deixada ao acaso a partir de agora: “Estão ainda muitos pontos em jogo em quatro jornadas, ou seja oito corridas. Ainda por cima a competitividade dos adversários é visível prova após prova”.

“Sei que as próximas jornadas vão ser duras e aqueles que melhor souberem gerir a pressão provavelmente sairão com o melhores resultados. Da minha parte não haverá hesitações. Vou dar tudo para continuar a sair, em todas as provas, na frente do campeonato até ao final”, conclui Tiago Monteiro que agora vai gozar umas férias na longa pausa de três meses do campeonato.


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir