Motores

Thierry Neuville vence Rali da Polónia

Thierry Neuville ficou mais próximo da liderança do Campeonato do Mundo de Ralis – que ainda é pertença de Sébastien Ogier – depois da vitória alcançada este domingo no Rali da Polónia. O belga da Hyundai viu a sua tarefa facilitada pelo acidente sofrido por Ott Tanak neste último dia da prova polaca.

Neuville e Tanak trocaram a liderança entre si várias vezes e até à tirada de sábado nenhum dos dois conseguira uma vantagem superior a 4,5s, mas a curta tirada de domingo viria a acabar com esse incrível duelo entre os dois.

Os 3,1s que separavam os dois primeiros à partida para este último dia prometia bastante, mas o triunfo na primeira especial da etapa de Tanak não fazia antever o que se passaria a seguir com o estónio da M-Sport, que bateu no troço seguinte e colocou um ponto final na sua prova, já que os estragos na dianteira do seu Ford Fiesta WRC eram demasiado grandes para continuar – ainda por cima não havia assistência a meio da tirada.

Neuville ficou assim com caminho livre para garantir a sua terceira vitória da época, com a Hyundai a poder ainda celebrar a ‘dobradinha’, graças ao segundo lugar de Hayden Paddon. O neozelandês conseguiria assim o seu primeiro pódio no espaço de 12 meses.

Sébastian Ogier mantem a liderança do campeonato graças a um terceiro lugar que ficou apenas a dever ao azar de Ott Tanak e também de Jari-Mati Latavala no sábado (problemas de embraiagem na Toyota), já que ao longo da prova polaca o Campeão do Mundo nunca se mostrou capaz de lutar pelo topo da classificação.

Na Power Stage Ogier ainda tentou recuperar mais pontos a Neuville, mas o belga da Hyundai não deu hipóteses ao francês, e também recolheu essa contabilidade adicional.

Dani Sordo, no terceiro Hyundai, e Stéphane Lefebvre, no melhor dos Citroën, fecharam o top cinco, fora do qual ficou Teemu Suninen, que deu muito boa conta de si na sua estreia aos comandos de um WRC.

Juho Haninen somou um único ponto para a Toyota num rali que correu mal à equipa liderada por Tommi Makinen, terminando logo atrás de Andreas Mikkelsen, que não teve a prova que desejava ao serviço da Citroën, devido ao acidente sofrido na primeira etapa.

Classificação final

1º Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai) 2h40m46,1s

2º Hayden Paddon/Scott Marshall (Hyundai) + 1m23,9s

3º Sebastien Ogier/Julien Ingrassia (Ford) + 2m20,8s

4º Dani Sordo/Marc Marti (Hyundai) + 2m47,4s

5º Sébastien Lefebvre/Gabin Moreau (Citroën) + 3m11,8

6º Teemu Suninen/Marko Markkyla (Ford) + 3m16,8s

7º Mads Ostberg/Ola Floene (Ford) + 3m39,6

8º Elfyn Evans/Daniel Barritt (Ford) + 4m39,1s

9º Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger (Citroën) + 4m43,5s

10º Juho Hanninen/Kaj Lindstrom (Toyota) + 4m53,7s


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: