Cultura

Teatro: Pague o que puder para ver ‘A Pedra’

Companhia de teatro ‘As Boas Raparigas’ decidiu facilitar o acesso ao espetáculo e selecionar três dias para a iniciativa ‘Pague o que Puder’. A iniciativa tem como objetivo evitar que as dificuldades económicas afastem o público do teatro.

Assim, nos dias 9, 15 e 22 de setembro, o público deverá dirigir-se à bilheteira levantando o seu bilhete, pagando por ele o que considerar justo, ou lhe for possível pagar. Nos restantes dias os bilhetes continuam ao preço único de cinco euros.

‘As Boas Raparigas’ estão em cena com o espetáculo ‘A Pedra’, de Marius von Mayenburg, com encenação de Cristina Carvalhal, numa carreira que se estende até 25 de setembro.

O espetáculo

Depois da queda do Muro de Berlim, três mulheres – avó, filha e neta – recuperam a casa de família, formalmente comprada a um casal de judeus.

As leis da restituição deram-lhes esta propriedade que tinham abandonado para ir para o Ocidente. Tudo podia correr bem, mas a memória e o modo como elas tentam reconstruir o passado assombram o local.

De Marius von Mayenburg, a peça conta com encenação de Cristina Carvalhal, tradução de Ricardo Braun, e é interpretada por Daniel Pinto, Joana Carvalho, Júlia Correia, Maria do Céu Ribeiro, Sandra Salomé e Sara Carinhas.

Nuno Meira (desenho de luz), Cláudia Armanda (cenografia), Catarina Barros (figurinos), Luís Aly (sonoplastia) e Sara Pazos (design gráfico) completam a produção.

Mais partilhadas da semana

Subir