Nas Notícias

Sousa Tavares: “É urgentíssimo aumentar o salário mínimo porque é miserável”

No seu espaço de comentário habitual no Jornal da Noite da SIC, Miguel Sousa Tavares analisou a proposta do Governo para aumentar o salário mínimo dos 557 para os 580 euros. Na ótica do comentador, é “urgentíssimo” que o salário mínimo português seja aumentado, porque “ele é miserável, de facto”.

Miguel Sousa Tavares considerou, no seu espaço habitual, no Jornal da Noite da SIC, que “é urgentíssimo aumentar o salário mínimo porque ele é miserável”, mas sublinha que, por outro lado, é importante que as empresas recebam algum tipo de compensação.

“O mundo empresarial português não é uma realidade homogénea”, defende, “mas talvez se pudesse caminhar para um sistema em que o salário mínimo dependesse da realidade de cada empresa”, acrescentou o comentador.

Sousa Tavares criticou também os “grandes grupos económicos”, na área do retalho, por exemplo, que pagam o salário mínimo nacional a quem “está oito horas seguidas na caixa”.

“Uma vergonha”, considera o comentador, aludindo a grupos “carregados de lucros”.

As práticas do Governo também foram discutidas por Sousa Tavares, defendendo que os lucros não podem ser “taxados logo à cabeça” sob pena de não sobrar “dinheiro para investir, para criar novos postos de trabalho, nem para aumentar salários”.

O comentador considerou ainda que Portugal tem “uma economia baseada em baixos salários”, uma economia que, segundo o próprio, “não tem futuro”.

 

 

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: