Sofrer por amor

amor

Será que é amor que sentimos quando sofremos?

Dependendo de como amamos, se com Deus se com o Ego, porque quando o amor entre os homens nos trás desilusão, dor, tristeza, revolta, mágoa, angústia, estamos amar com ego. Se um amor assim existe é porque não estamos sintonizados com a nossa Essência…

Observando o lado positivo de tal experiência, é que tudo o que nos acontece é para evolução na direcção da perfeição da vibração que somos… Libertar a dor da Alma passando pela penumbra que é sofrer leva-nos à sensação de dever cumprido, de etapa terminada… Processo que deverá ser conquistado através do exímio controle das emoções, no resgate do Amor que deu origem à nossa Existência. Se assim não for vamos deixar entrar o descontrole provocando o desgaste de todo o nosso sistema, choramos, fraquejamos e sem forças caminharemos até o nosso ego entregar as armas e percebermos que somos muito mais do que farrapos humanos que se deixam cair devido a apegos, vontades, desejos, controles… Nada será como o nosso inferior deseja… Tudo será conforme o Plano que Deus traçou para cada um de nós.

E agora perguntam, como controlar as emoções quando nos sentimos renegados, enganados, frustrados, esmagados, usados…?

Pois, aqui está aquilo que a personalidade muitas vezes altamente vincada não nos deixa ter, a humildade para aceitar que fomos nós que atraímos tal experiência e que a semeamos algures na nossa existência, através dos pensamentos e respectivas acções. Neste momento só com a Fé de que estamos a libertar sofrimento para darmos continuidade ao nosso processo é que vamos conseguindo encontrar as tão valiosas forças que irão suportar a conturbada travessia até à felicidade… Não o conseguiremos fazer com escapes, tais como drogas, sexo, noitadas, álcool, medicação… Sabem porquê? O que pretendermos esconder com tais comportamentos um dia terá que ser confrontado com os desígnios de Deus, ou seja, com a Verdade!!! Além de estarmos a dar continuidade ao sofrimento através de acções não sensatas que iremos colhê-las futuramente, estamos a aumentar a distância para a libertação… Significando o adiar do objectivo, o Amor incondicional.

{loadposition inline}Teremos que encarar e perceber o que nos levou a tal experiência, esta viagem irá levar-nos aos mais desconhecidos lugares do nosso interior, que poderão ser bastante assustadores pois obrigarmo-nos a conhecer quem realmente somos é dureza… Descobrirmos que a manipulação muitas vezes tão subtil foi a nossa arma para que as nossas vontades fossem concretizadas é deveras corajoso. Meus irmãos, todos somos assim, faz parte do ser humano, mas tenham a força para aceitar que a única realidade é a purificação das fraquezas humanas, para nos tornarmos seres humanos mais amigos, sensatos, amorosos, respeitadores, sinceros, solidários, pacíficos, transparentes e luminosos… Para desta forma Juntos Lá chegarmos…

Fiquem em Paz


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: