Nas Notícias

Sindicato dos Jornalistas furioso com Rui Rio

Rui Rio apresentou a sua candidatura à liderança do PSD, na quarta-feira (ver aqui), numa declaração ao país que não teve direito a perguntas por parte dos jornalistas. O Sindicato dos profissionais de Comunicação Social apela a um “boicote” a todos os atos públicos onde os jornalistas não possam fazer questões. O caso tem agitado conversas entre jornalistas.

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) lembra que esta medida de boicotar este tipo de atos foi um tema abordado no congresso da classe, em janeiro passado.

O “4.º Congresso dos Jornalistas Portugueses aprovou proposta que defende boicote informativo a eventos que excluem hipótese de colocar questões.”

Numa análise à situação, o SJ entende tratar-se de um momento “lamentável”, no qual um candidato à liderança do “principal partido da oposição, tenha, a priori, rejeitado responder a questões dos jornalistas, quando os convocou para a sua declaração de candidatura”.

Em nota publicada no seu sítio, o SJ diz que “não consegue compreender como é que um candidato político se recusa, num ato público, a responder a perguntas de jornalistas”.

O SJ vai mais longe na crítica ao ex-líder da Câmara Municipal do Porto e diz que recorreu “à figura de ‘declaração sem direito a perguntas’ quando, na realidade, queria que resultasse como uma conferência de imprensa”.

No comunicado, o SJ lembra ainda uma situação ocorrida com o Jornal de Barcelos que deixou um espaço em branco, visto que os seus jornalistas não tiveram oportunidade de fazer perguntas numa conferência de imprensa (ver aqui).


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir