Economia

Sexta-feira negra: Parte dos funcionários públicos já sentiu cortes salariais

eurosCertos funcionários públicos já sentem no dia 18 de novembro os cortes decretados pelo Governo, no salário relativo ao mês de dezembro, desde a subtração de metade do subsídio de Natal às contribuições extraordinárias para o ADSE. Os salários da Função Pública são pagos nos dias 20 e 21, mas quando esses dias coincidem com fins de semana, como é o caso, recebem no dia útil anterior: hoje.

Dia de pagamento de salários para alguns funcionários públicos, o que significa que os efeitos da austeridade começam a sentir-se no valor dos vencimentos. Uma parte da Função Pública terá as remunerações pagas nesta sexta-feira, sentindo desde já os cortes impostos pelo Governo, no plano de medidas que têm como fim supremo o cumprimento do défice.

Todos os rendimentos coletáveis que sejam superiores ao salário mínimo nacional estarão sujeitos a uma sobretaxa extraordinária, cobrada em sede de IRS. E todos os trabalhadores estarão sujeitos a esta medida, mas a Função Pública, sendo a primeira a receber o vencimento, é obviamente a primeira a conhecer os efeitos dessa medida.

Uma vez que os dias 20 e 21 são dias de vencimentos na conta bancária e dado que, quando esses dias são fins de semana ou feriados, a remuneração é antecipada para o dia útil anterior, esta sexta-feira é dia de receber, para uma parte dos funcionários públicos.

E quem são os primeiros a ver a austeridade chegar à conta bancária? Precisamente os trabalhadores da presidência da Solidariedade, Segurança Social, Conselho de Ministros, Finanças, Negócios Estrangeiros, Defesa, encargos gerais do Estado, dos ministérios da Saúde, Administração e Justiça.

Já na próxima segunda-feira, será a vez de o Estado pagar as remunerações dos funcionários do ministério da Economia e do Emprego. No dia seguinte, chegam os vencimentos à conta dos trabalhadores do ministério da Educação e Ciência e da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território.

Mais partilhadas da semana

Subir