Motores

Sebastien Loeb conseguiu dar a volta a dificuldades de navegação

sebastienogierdakar17

A nova pausa forçada no Rali Dakar por causa das condições climatéricas que afetam parte da Argentina e Bolívia não desvia Sébastien Loeb e a Peugeot dos seus objetivos, pensando na prova dia-a-dia,.

O ex-campeão do mundo está de novo na liderança mas sabe que a um bom dia se pode seguir outro menos bom, por isso admite que vai procurar o menos erros possíveis, como fez até aqui.

Em relação à oitava etapa, Loeb respira de alívio, porque considera que apesar de ter sido bem sucedido e ter ganho a especial ela foi tudo menos fácil: “A navegação no início foi difícil nas dunas, com alguns Waypoints que não eram fáceis de encontrar, mas fizemos um bom trabalho. Andámos muito pouco perdidos e depressa encontrámos o caminho. No final, foi uma boa Etapa. É o tipo de especial onde o Stephane é muito forte, pelo que não nos podemos queixar”

Já para Stéphane Peterhansel “foi uma bela Especial, embora nada fácil, com muita navegação. Havia algumas zonas de areia mole, mas as dunas não eram grandes, embora em altitude perdêssemos alguma potência”.

“Tínhamos a vantagem de poder seguir nos trilhos do Sebastian e do Nani, pelo que não fizemos qualquer erro. Foi a nossa segunda vitória em especiais neste Dakar… tudo o que pudermos levar connosco iremos fazê-lo, só depois faremos as contas”, refere também o 12 vezes vencedor do Dakar

Com o cancelamento da nona etapa, torna-se imperioso pensar no carro e nos dias que ainda faltam disputar: “Temos uma lista de elementos a verificar no carro, em lugar dos mecânicos, um deles é trocar as rodas”, acrescenta Peterhansel.

stephanepeterhanseldakar17


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: