Motores

Sam Bird não esperava a vitória em Roma

Nas corridas o azar de uns é a sorte de outros, embora o triunfo de Sam Bird na prova de Fórmula E em Roma fosse também resultado da desistência de Félix Rosenqvist.

A valoriza a vitória do britânico da DS Virgin está, quer a boa estratégia da equipa liderada por Alex Tai, quer também a forma como Bird se bateu por manter a liderança após o abandono de Rosenqvist, uma vez que Mitch Evans, primeiro, e Lucas di Grassi mais tarde, não lhe deram um minuto de descanso.

No final a satisfação de Sam Bird era óbvia, já que para além de se tratar do seu sétimo triunfo na Fórmula E, aconteceu na estreia da disciplina no traçado urbano da capital italiana: “Honestamente, não pensava estar no degrau mais alto do pódio quando vi o ritmo do Felix [Rosenqvist]. Consegui aproximar-me dele, no final da primeira metade da prova, mas também tinha pilotos muito rápidos no meu encalço”.

Foi pena o que aconteceu com o Felix, na segunda metade da corrida, mas isso fez-me subir à 1º posição. Depois tive apenas que manter a cabeça fria e não cometer erros. A equipa fez um ótimo trabalho hoje e estamos ansiosos por Paris, dentro de duas semanas”, acrescentou o piloto britânico de 31 anos.

Sam Bird regressou assim às vitórias, depois do êxito do ano passado em Nova York, e deixa uma grande expetativa para a próxima prova do campeonato, que se disputa em Paris a 28 de abril.

Mais partilhadas da semana

Subir