Sociedade

Rock in Rio 2011 será primeiro evento no Brasil com certificação 100R®

rock_in_rio_2011O Rock in Rio, o maior evento de música e entretenimento do mundo, vai ser o primeiro evento brasileiro e fora do território português, a receber a certificação ‘100R® – Reciclagem 100% Garantida’.

O 100R® foi criado em Portugal em 2008, pela Sociedade Ponto Verde, para certificar eventos, espetáculos ou espaços comerciais que encaminhem corretamente para reciclagem os resíduos gerados nesses locais, tendo sido também o Rock in Rio-Lisboa o primeiro evento a ser certificado.
Com os bons resultados obtidos com a certificação 100R® das duas últimas edições do Rock in Rio em Portugal (2008 e 2010), a organização do evento e a Sociedade Ponto Verde (SPV) decidiram dar continuidade a esta ligação transpondo para o evento do Brasil todo o know-how adquirido, criando assim um todo coerente em matéria de sustentabilidade, bandeira da organização do evento.

A certificação 100R® é, assim, um dos pilares fundamentais do plano de sustentabilidade para a edição brasileira, que tem como meta garantir que a totalidade dos resíduos gerados antes, durante e após o evento tenha um destino final adequado. Para assegurar que tal aconteça, a SPV acompanha localmente os passos da organização com a presença de técnicos.

As ações previstas no plano incluem a gestão de resíduos, a redução e a compensação da emissão de carbono, além de programas educacionais e a campanha “Vá de ônibus”, que incentiva o público a deixar o carro em casa e a usar o transporte coletivo para chegar à Cidade do Rock.

“Em Portugal, o Rock in Rio já é um sucesso em termos de sustentabilidade”, salientou Luís Veiga Martins, diretor-geral da Sociedade Ponto Verde, durante o lançamento do Plano de Sustentabilidade do evento, no Rio de Janeiro.

Na edição portuguesa de 2006, sem o 100R®, o Rock in Rio-Lisboa reciclou apenas três por cento do total de resíduos que gerou (menos de quatro toneladas). Em 2008 e 2010, com a implementação desta certificação, a reciclagem aumentou para 48 por cento dos resíduos.

Também no Brasil, a certificação do Rock in Rio pretende ser um marco na gestão ambiental, especialmente tendo em conta que a reciclagem ainda está a dar os primeiros passos naquele país. “Será um exemplo para a cidade do Rio de Janeiro”, acrescentou Luís Veiga Martins.

“Apesar das dificuldades inerentes às ações inéditas, não faria sentido deixarmos de trabalhar por um desafio que já se tornou parte da mentalidade e do compromisso do Rock in Rio. Estamos a dedicar-nos bastante e a investir cerca de 87 mil euros para que as metas estipuladas sejam atingidas”, sublinhou Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio.

O evento decorre entre setembro (nos dias 23, 24, 25, 29 e 30) e outubro (1 e 2), no Parque Olímpico Cidade do Rock, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Mais partilhadas da semana

Subir