Economia

“Reversão da privatização dos CTT ficaria cara aos contribuintes”, avisa Gomes Ferreira

Ao comentar o encerramento de 22 estações dos CTT, José Gomes Ferreira deixou o aviso: “A reversão da privatização ficaria tão cara aos contribuintes que é perigosíssimo esse caminho.

“Estou a dizê-lo porque há outros contratos semelhantes, contratos que foram firmados com o fornecimento do serviço de autoestradas, de saúde e por aí fora”, lembrou o analista da SIC Notícias.

“A reversão seria muito complicada. Mesmo que o Estado decidisse unilateralmente, depois andaria durante anos a ter que dirimir em tribunal e no fim a ter que pagar indemnizações”.

José Gomes Ferreira discordou ainda dos motivos apresentados pelos CTT para o encerramento de 22 estações, alegando que esta reestruturação serve para poupar cerca de 45 milhões de euros, de forma a manter os dividendos para os accionistas, que têm rondado entre 60 a 70 milhões por ano.

Mais partilhadas da semana

Subir