Mundo

Rajoy desvaloriza polémicas de Almaraz e da água dos rios partilhados

O primeiro-ministro de Espanha procurou desvalorizar as duas polémicas mais recentes entre os países ibéricos, apontando a relação económica “verdadeiramente importante” e a partilha de valores comuns.

Mariano Rajoy abordou as relações ibéricas, numa entrevista ao Diário de Notícias que é publicada no primeiro dia da visita oficial do Presidente da República Portuguesa a Espanha, mas não se alongou nos comentários às questões mais polémicas, tentando centrar o foco na relação económica entre ambos os países.

Questionado sobre as polémicas como a central nuclear de Almaraz e a gestão da água dos rios partilhados, o primeiro-ministro espanhol negou que seja pontos de discórdia, sendo antes “de diálogo construtivo.

“Em relação a Almaraz, penso que já esclarecemos as preocupações que existiam. No ano passado, chegámos a um acordo amigável para troca de informação a nível técnico sobre o armazém”, salientou.

“Isso permitiu que os nossos colegas portugueses estivessem tranquilos. Com esse espírito resolvemos cada uma das questões que surgem entre ambos os países”, reforçou Rajoy.

O governante espanhol optou por destacar a “história”, os “valores comuns” e a “visão do mundo e da Europa” partilhados por Espanha e Portugal.

“No aspeto económico e comercial, creio que temos uma relação verdadeiramente importante, sendo Portugal um dos nossos principais clientes no mundo e um dos nossos fornecedores mais destacados”, salientou.

Mais partilhadas da semana

Subir