Economia

PT consegue lucro de 333 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2011

portugal_telecomPortugal Telecom conseguiu um resultado líquido de 333 milhões de euros e receitas operacionais de 4416 milhões de euros, nos primeiros nove meses do ano de 2011, segundo revela o comunicado enviado à Comissão de Mercados e Valores Mobiliários.

Em resultado da transação da Vivo concluída em 27 de setembro de 2010, a PT ajustou as suas demonstrações financeiras de 2010, de forma a reconhecer a Vivo como operação descontinuada.

Posteriormente, em resultado da aquisição em 28 de março de 2011 de uma participação de 25,3 por cento na Oi e de uma participação de 14,1 por cento na Contax, a PT consolidou os ativos e passivos dessas participações a partir de 31 de março de 2011 e os seus resultados desde 1 de abril de 2011.

Nos três primeiros trimestres de 2011, as receitas operacionais consolidadas da Portugal Telecom ascenderam a 4416 milhões de euros, enquanto o EBITDA ascendeu a 1654 milhões de euros. A margem EBITDA consolidada atingiu 37,5 por cento e a dos negócios de telecomunicações em Portugal atingiu 45,7 pontos percentuais, um aumento de 1,3 por cento.

O resultado líquido ascendeu a 333 milhões de euros e o resultado líquido básico por ação foi de 0,39 euros. Nos primeiros nove meses do ano, o capex (despesas que produzem benefícios ao longo de um período futuro longo, superior a um ano) foi de 704 milhões de euros, equivalente a 15,9 por cento das receitas.

O capex dos negócios de telecomunicações em Portugal ascendeu a 400 milhões de euros e foi direcionado, principalmente, para o investimento na implementação de novas tecnologias e serviços, nomeadamente para a rede de fibra ótica, para o serviço de televisão por subscrição e para a troca de equipamentos 2G por equipamentos LTE (4G).

Neste período, a equação do EBITDA menos os gastos em capital ascendeu a 950 milhões de euros, enquanto nos negócios de telecomunicações em Portugal ascendeu a 592 milhões de euros.

A posição de liquidez, excluindo a consolidação proporcional da Oi e da Contax e incluindo o valor das disponibilidades de caixa, papel comercial, linhas de crédito e o montante recebido da Telefónica a 31 de outubro de 2011, ascendeu a 5524 milhões de euros em 30 de setembro de 2011. Todas as maturidades e compromissos estão integralmente financiados até ao final de 2013.

Mais partilhadas da semana

Subir