Insólito

Professora criava sites pornográficos em part-time

heidi_professora_1Docente já está a ser alvo de um processo disciplinar pois ao que tudo indica utilizou o portátil cedido pela escola para administrar os sites. Professora afirma apenas que se tratava de um part-time.

Heidi Kaeslin, com 35 anos, professora no Lincoln High School, um liceu da Califórnia, Estados Unidos, está a ser investigada por alegadamente ter criado e administrado sites pornográficos à parte da sua principal profissão. Em parceria com um polícia reformado da zona, a docente terá utilizado até um computador portátil cedido pela escola para trabalhar no seu part-time, algo que terá sido comprovado pelos seus alunos.

Para já, a professora foi apenas suspensa das suas funções e foi-lhe aberto um processo disciplinar. Heidi afirma que tudo não passava de uma forma fácil de ganhar um dinheiro extra.

A escola adotou um novo código de ética há oito anos, que foi agora violado pela docente.

Responsáveis do Lincoln High School contrataram também agora um perito em informática para inspecionar o portátil que terá sido utilizado por Heidi.

Richard Fields, um polícia reformado que já trabalhou também no passado na mesma escola, foi, ao que tudo indica, parceiro da professora e terá sido o responsável pela compra de domínios da Internet para o efeito.

Mais partilhadas da semana

Subir