Crónicas

Precisa-se: Bom Senso !

«A muitos foram os inimigos que fabricaram a sua grandeza.»

Baltazar Gracián

As leis da Física dizem que uma corda submetida a forças opostas atinge um ponto de ruptura. Conhecendo alguns elementos é possível calcular qual o valor em que se essa ruptura acontecerá. Se o mesmo fosse possível nas situações políticas, quantas dores de cabeça não seriam evitadas!

A catalunha serve de exemplo dessa diferença.

Desde do fim de setembro que a região se mantém no centro das atenções.

As atitudes dos dirigentes de Madrid e Barcelona tem vindo a assemelhar-se a um passar da «batata quente». Com ambos os lados a desejar que a queimadura se dê do outro lado.

Será que nenhuma das partes tinha um plano para o que acabou por acontecer? Terão achado que a outra parte cederia perante a ameaça de um cenário nunca antes vistos?

Resumindo, terão os egos dos envolvidos impedido que o bom senso fosse ouvido?

Até ao momento ambas as partes arriscam criar uma situação que lhes fuja do controle.

O discurso de ambas as partes parece talhado a levar a ser encarado por alguns como tendo como única resposta o extremismo.

Em toda a situação, e verdade seja seja dita em ambos os lados, as vozes moderadas há muito que desapareceram.

Agradece o regime de Nicolás Maduro, que assim vê a atribuição pelo Parlamento Europeu do Prêmio Sakarov à oposição Venezuela passar de forma discreta, e ainda por cima graças aos problemas de um «inimigo» muito querido.


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir