Política

Portugal tem “lóbis e um protecionismo serôdio”, diz Álvaro Santos Pereira

alvaro_santos_pereira1Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, deixou no ar críticas a Governos do passado, que deixaram o Estado refém de “subsídio-dependência”, de “lóbis instalados” e de um “protecionismo serôdio”. Santos Pereira sustentou que “há vida para além da austeridade”.

Álvaro Santos Pereira, que participava numa conferência, na Universidade de Lisboa, abordava o papel do Estado no combate à crise. Com um discurso otimista relativamente ao futuro – “há vida para além do défice”, afirmou, apontou erros do passado e defeitos de um país amarrado “a lobis”.

“Há vida para além da austeridade: chama-se o combate à subsídio-dependência, que reina no nosso país, chama-se reformar sem medo, contra lóbis instalados, protecionismo serôdio, contra os interesses acumulados”, referiu o titular da pasta da Economia.

Segundo Álvaro Santos Pereira, “as reformas económicas não podem esperar, mesmo que os frutos não possam ser colhidos a curto prazo”. O Governo “está a criar condições estruturais para que Portugal possa crescer de forma sustentada”.

O ministro participou, durante a tarde, numa Comissão de Economia, na Assembleia da República, onde foram abordadas as tarifas elétricas e os aumentos para o próximo ano.

“O valor do défice tarifário atinge 1750 milhões de euros. Se nada fosse feito, o risco de colapso nacional seria elevado. Os custos do sistema elétrico nacional, se nada fosse feito, implicariam um aumento de 30 por cento dos preços em 2012”, referiu.

Mais partilhadas da semana

Subir