Nas Notícias

Polícias desagradados ao ver aparato de segurança

Elementos da PSP, GNR, SEF, ASAE, Polícia Marítima e guarda prisional manifestam-se, esta quinta-feira à noite, em Lisboa, por causa das condições de trabalho, pedindo ao Governo um descongelamento das carreiras. Ora, os manifestantes não gostaram de ver o dispositivo musculado de segurança que tinham à espera no ministério das Finanças e junto à Assembleia da República.

A caminhada, que começou no Marquês de Pombal, chegou ao Terreiro do Paço, junto ao Ministério das Finanças, onde também estava um musculado dispositivo de segurança formado por agentes de autoridade (cenário que não agradou aos manifestantes).

O Corpo de Intervenção (CI) e a Unidade Especial de Polícia (UEP) marcavam presença por forma a manter a ordem, auxiliados por grades em redor do edifício.

“Vergonha, vergonha”, gritavam os manifestantes

O aparato de segurança era grande e o mesmo cenário verificou-se nas escadarias da Assembleia da República, para onde os manifestantes se deslocaram.

Quando chegaram ao local, os manifestantes gritaram “vergonha, vergonha” perante o cenário encontrado.

Alguns manifestantes questionavam mesmo o dinheiro gasto na deslocação de equipas policiais para aquele ‘teatro de operações’, lembrando as dificuldades económicas que as instituições de segurança pública enfrentam diariamente.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir