Nas Notícias

“Pode seguramente haver má gestão no SNS”, admite Centeno

“Pode seguramente haver má gestão, na verdade, e temos de olhar para ela”, revelou o ministro das Finanças, Mário Centeno, em declarações na comissão parlamentar de Trabalho e Segurança Social.

Nesta quarta-feira, o responsável pela pasta das Finanças explicou ainda que o Governo criou uma unidade de missão para avaliar e perceber como está a ser feita a gestão de dinheiros no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Mário Centeno salienta ainda que o Executivo de António Costa está “preocupado” com a situação no SNS e, por isso, decidiu avançar com a criação da “unidade de missão para repensar todo o processo de criação de dívida”.

Reparos à governação na saúde do Governo de Passos

Nas declarações no Parlamento, citadas pela Renascença, Mário Centeno deixou críticas à anterior governação, chefiada por Passos Coelho.

“Os recursos dedicados [hoje] ao Serviço Nacional de Saúde são muito superiores àqueles que foram dedicados em 2015”, notou Mário Centeno.

O Governo espera que cerca de 500 milhões de euros injetados nos hospitais EPE – Entidade Pública Empresarial, no fim de 2017, possam ter reflexo a partir deste mês de março.

Os atrasos no pagamento a fornecedores são algumas das críticas que são feitas à gestão na saúde, tal como cortes nos recursos humanos.

Mais partilhadas da semana

Subir