Sociedade

PJ detém suspeito de atear fogo à casa da ex-companheira após fim de relação com violência doméstica

policia_judiciariaUma mulher de Penafiel, vítima de violência doméstica, fartou-se das agressões que o companheiro praticava – contra si e sua família – e decidiu terminar a relação. O homem, de 37 anos de idade, ter-se-á vingado, ateando fogo na casa da ex-namorada, na freguesia de Valpedre. Foi detido pela Polícia Judiciária, respondendo pelo crime de fogo posto.

Um homem foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), por suspeita da autoria do crime de fogo posto na casa da ex-companheira. O crime, que ocorreu em Valpedre, no concelho de Penafiel, foi suscitado pelo fim de uma relação tempestuosa, com violência doméstica e agressões aos familiares da mulher.

Esta, farta de ser maltratada pelo ex-companheiro, decidiu pôr termo à relação, até porque as agressões eram praticadas também contra elementos da família da mulher. A reação veio a seguir. A Diretoria do Norte da PJ suspeita de que o homem é o responsável pelo incêndio na casa da vítima.

O fogo foi ateado através de uma janela, mas a mulher conseguiu evitar que se propagasse a outras divisões da casa. Um comunicado da PJ refere que o “fim do relacionamento amoroso” entre a mulher e o arguido, “devido a constantes atos de violência doméstica”, suscitou o fogo posto.

O incêndio terá sido mais um ato de retaliação, entre muitos outros, praticados também contra a família da mulher. O suspeito acabou por ser detido e será presente a juiz, para a realização de um interrogatório judicial que determinará as medidas de coação a aplicar. O alegado agressor já tem antecedentes criminais, devido a posse ilegal de arma de fogo.

De acordo com um comunicado da PJ, o que terá estado na origem desta acto terá sido o facto de “a ofendida ter posto fim a um relacionamento amoroso com o arguido em virtude dos constantes actos de violência doméstica que sofria”. As agressões passaram também a ser praticadas contra a família da vítima, que, à semelhança da mulher, passou a ser perseguida pelo agressor. O cenário terminou com a tentativa de incêndio da habitação desta.

Mais partilhadas da semana

Subir