Política

PEV aplaude transportes alternativos ao Tua, mas não desiste da linha

foz_tuaO Partido Ecologista ‘Os Verdes’ emitiu um comunicado onde se congratula com o serviço de táxis como transportes alternativos no Tua, mas não desiste da luta pela Linha Ferroviária do Tua. Os ecologistas não pedir uma reunião urgente com o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira.

“O encerramento deste serviço sem pré-aviso ocorrido no passado dia 1 de julho, denunciado pelo PEV, deixou as populações da margem esquerda do Tua sem qualquer mobilidade e completamente isoladas, agravando uma situação já crítica desde a desativação da Linha Ferroviária do Tua”, realça esta nota divulgada pelos ecologistas.

A reposição deste serviço, garantido pela CP só até ao próximo mês de setembro, leva ‘Os Verdes’ a “continuarem empenhados na luta em defesa de uma solução definitiva e adequada para a mobilidade das populações das aldeias afetadas”. Para os ecologistas, essa solução passa pela Linha do Tua. Nesse sentido, vão solicitar, com carácter de urgência, uma reunião ao ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira.

Nesta reunião, o partido, com assento parlamentar, vai abordar “o facto de a EDP não estar a cumprir com a Declaração de Impacte Ambiental, e os custos do transporte alternativo estarem a ser suportados pela CP e não pela EDP, quando esta foi uma das condições para se avançar com a construção da Barragem do Tua”.

Os ecologistas pretendem ainda abordar com o ministro outras questões relacionadas com a Barragem, cuja construção é contestada, e pretendem também “exigir à titular da pasta do Ambiente o esclarecimento sobre o que entende por abrandamento significativo das obras, que intervenções”.

Mais partilhadas da semana

Subir