Economia

Patrões querem “galinha gorda por pouco dinheiro”, acusa a CGTP

Arménio Carlos usou uma alegoria para responder à restauração e hotelaria, que am falta de mão de obra. “Se quiserem continuar a ter galinha gorda por pouco dinheiro, vão ter problemas”.

As declarações do secretário-geral da CGTP surgem depois da Associação da Hotelaria e Restauração de Portugal ter referido que faltam cerca de 40 mil trabalhadores.

“Experimentem abrir os cordões à bolsa e pagar mais e vão ver se não aparecem trabalhadores qualificados disponíveis para trabalhar”

Para Arménio Carlos, não há 40 mil trabalhadores em falta: o que falta é a oferta de condições dignas de trabalho.

“Se quiserem continuar a ter galinha gorda por pouco dinheiro, então correm o risco de ter problemas”, salientou o sindicalista.

O líder da CGTP criticou também o “canibalismo” do mercado de trabalho, baseado na precariedade e nos baixos salários.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir