Crónicas

Passado e Presente

« Há em todas as coisas um sentido filosófico.»

Machado de Assis

Ao comemorar o dia Nacional, os polacos decidiram retirar todos os símbolos da era soviética do país. Os símbolos tiveram como o destino museus. A decisão marcou o encerrar da era comunista no país. E se os polacos na sua maioria aprovaram a decisão, o governo russo lamentou a decisão e fontes próximas do presidente Putin afirmaram a opção polaca era um insulto à Rússia e que teria de ser tida em consideração nas relações entre os dois países.

A verdade é que ambos os países têm motivos de desconfiança do outro. Os polacos não esquecem as diversas tentativas russos de os anexar, e os russos ressentem-se do facto de os polacos terem sempre encontrado forma de escapar.

Os polacos removeram os vestígios deixados pela União Soviética, de que a Rússia era parte e não a totalidade, o que torna difícil entender o desagrado russo. Talvez o desagrado resida mais na aproximação da Polónia ao Ocidente e menos na remoção dos vestígios.

Russos e polacos demonstraram que o passado ainda incomoda, e sempre que as tensões entre ambas aquecem o passado salta para a atualidade.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: