Desporto

Paços de Ferreira arrasa vídeo-árbitro após derrota polémica

O vídeo-árbitro (VAR) continua a dar que falar e a causar polémica na Liga portuguesa. Agora é o Paços de Ferreira que deixa fortes críticas à tecnologia que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu implementar, esta temporada, e que todas as jornadas tem feito correr ‘muita tinta’.

Em Santa Maria da Feira, no fecho da 3.ª ronda do campeonato, uma decisão do juiz Carlos Xistra – tendo por base o vídeo-árbitro – deixou os pacenses furiosos.

“Árbitro validou um penalti inexistente que ditou a vitória do Feirense (2-1) sobre o Paços”, começam por escrever os castores nas redes sociais.

Na crónica do duelo assinada pelo clube da Capital do Móvel o título do texto é: “Paços derrotado pelo VAR na Feira”.

“Um penalti inexistente marcado pelo árbitro Carlos Xistra – de que o videoárbitro duvidou mas o juiz albicastrense confirmou – já em período de compensações, ditou a derrota pacense na deslocação ao terreno do CD Feirense. Um resultado injusto e que foi carimbado com um lance falso, já que Marco Baixinho tem os braços junto ao corpo e em movimento natural, quando o jogador do Feirense levanta a bola e esta lhe bate. Essa decisão de Carlos Xistra desequilibrou um jogo em que as equipas se equivaleram”, escreve ainda o Paços de Ferreira que estiveram a vencer por uma bola a zero mas acabaram derrotados por 2-1.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: