Norte-americana pode ficar presa 50 anos por matar um porco

ashley_fowler_1Ainda não são conhecidas as razões que levaram a mulher a cometer o crime contra o animal. Porco era bebé e pertencia a uma criança. Outro ficou também ferido e teve de ser abatido.

Trata-se provavelmente da maior pena a que uma pessoa está sujeita por matar intencionalmente um animal. 50 anos, é este o tempo que Ashley Fowler pode ficar presa depois de ter matado um porco e ferido gravemente outro com um machado.

Após a tortura aos animais, a jovem terá deixado os dois porcos à frente da entrada da casa onde vive a criança que é dona dos pequenos animais. Um deles foi decapitado e outro foi barbaramente agredido. Mais tarde, viria a ser propositadamente morto pelo veterinário.

As autoridades de Chesapeake, no estado da Vergínia, EUA, prenderam Ashley depois de encontrarem o machado que foi utilizado no crime, assim como uma faca, uma cruz de Cristo, comprimidos e extintores, na mala do seu carro.

Desconhece-se para já qual o objetivo concreto de Ashley em matar os pequenos porcos. A jovem incorre agora numa pena que pode chegar aos 50 anos de prisão.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir