Justiça

“Não vi”, diz Sócrates sobre as imagens da exaltação nos interrogatórios

José Sócrates já comentou as imagens ontem exibidas pela SIC, que mostram o ex-primeiro-ministro exaltado durante os interrogatórios. “Não vi a reportagem. Só ontem é que soube que queriam emitir uma reportagem e decidi nem ver”, escreveu.

Nas redes sociais, o ex-governante voltou a responsabilizar o Ministério Público pela divulgação de informações em segredo de justiça. No caso, as imagens dos interrogatórios da Operação Marquês.

“Ninguém ligado a mim deu o que quer que fosse a jornalistas”, garantiu.

Pedindo aos seguidores que “não se iludam”, José Sócrates voltou a publicar um vídeo no qual contestava “a manipulação da realidade” perpetrada pelo Ministério Público, então no caso da alegada ligação do Grupo Lena (envolvido na Operação Marquês, que tem José Sócrates como o arguido mais mediático) à Parque Escolar, o programa de modernização das escolas lançado pelo Governo de… José Sócrates.

“Durante quatro anos, a investigação não encontrou nada de minimamente censurável. (…) Não podendo pegar por nada, os senhores procuradores decidiram inventar”, acusou o ex-primeiro-ministro.

A republicação do vídeo, que tem quase seis meses, foi a primeira reação direta de José Sócrates à divulgação das imagens dos interrogatórios.

Antes, o ex-governante tinha citado uma declaração que proferiu em dezembro de 2014: “O ‘sistema’ vive (…) da cumplicidade de alguns jornalistas”.

Nas imagens, ontem divulgadas pela SIC, é visível um arguido bastante exaltado.

Mais partilhadas da semana

Subir