Local

Moeda anticrise reúne membros em Faro

Encontro da comunidade Ricos Tostões decorre neste domingo, no Equinostrum, em Faro,  a partir das 15h30. A iniciativa tem um registo descontraído e serve para dar rosto à comunidade online, para troca de experiências e esclarecimento de dúvidas sobre o uso da moeda e para acelerar a sua implementação no bairro de cada membro.

Estando perto de fazer o primeiro ano de vida, a plataforma Ricos Tostões reúne já algumas dezenas de membros, particulares e lojistas, que utilizam os tostões – uma moeda virtual – como meio de troca de produtos e serviços, que os próprios colocam à disposição entre si.

Não tendo o objetivo de substituir os euros, mas antes de funcionar como uma moeda complementar, na prática, os tostões têm a mesma utilidade e funcionam como o dinheiro que conhecemos.

Nunca altura em que se começa a falar cada vez mais da necessidade de discutir e de implementar modelos sociais e económicos mais capazes de dar liberdade a todas as pessoas de serem felizes, como o direito a um rendimento básico incondicional ou da criação de mais cooperativas familiares, o projeto desta moeda tem ainda o mérito de poder continuar a avançar sem depender das políticas nacionais ou de outros agentes governamentais.

Tal podemos verificar ao visitar a plataforma e contar centenas de produtos e serviços que já estão à troca por tostões, como livros, bijuteria, arte, consolas, jogos, gadjets, vestuário, serviços de massagem, de oficina, de higiene, produtos alimentares, entre outros.

O encontro terá lugar no Equinostrum, em Faro, às 15h30 do dia 2 de abril (domingo) e para participar basta apenas aparecer. O evento tem também uma página no Facebook.

Os encontros de membros têm um registo descontraído e servem para dar rosto à comunidade online, para troca de experiências e esclarecimento de dúvidas sobre o uso da moeda e para acelerar a sua implementação no bairro de cada membro.

Como a adesão à plataforma é gratuita mas carece de um convite de um atual membro, estes encontros são ainda importantes porque facilitam o contacto dos novos interessados com a atual comunidade.

Os tostões são uma moeda socialmente mais justa…

Porque dá realmente a todos a mesma oportunidade de acesso a ela e tem normas, como o teto máximo de 2500 tostões por conta e a impossibilidade de contrair dívidas, que promovem a circulação da moeda em vez da sua acumulação.

Os tostões são uma moeda ecológica…

Porque não é impressa e não obriga aos processos industriais de transformação de materiais nem ao seu transporte em veículos fortes. Mas também é ecológica porque promove a reutilização e combate o desperdício que resulta por exemplo de produtores e lojas não conseguirem escoar por não terem quem compre.

Os tostões são uma moeda inovadora…

Porque tornam a realidade mais divertida e a ideia de “trabalhar” mais agradável, inclusive até empolgante porque apresenta os mesmos elementos de divertimento que um jogo, como desafios, prémios e pontos de desempenho.

Os tostões são uma moeda de defesa do comércio local…

Porque dá aos comerciantes a possibilidade de utilizarem os tostões como se fossem pontos ou vouchers de desconto, que podem dar ou aceitar na sua loja para angariar e fidelizar clientes.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: