Motociclismo

Miguel Oliveira conclui trabalhos em Jerez com o sexto tempo

Concluiu-se esta quarta-feira a segunda bateria de testes de Moto 2, que teve como palco o Circuito de Jerez de La Frontera. Ensaios onde a chuva fez a sua aparição, mas onde as condições climatéricas melhoraram para a terceira e derradeira jornada.

Miguel Oliveira terminou estes testes com o sexto tempo, mas cumprindo o programa pré-estabelecido com a sua equipa, preparando a sua KTM no sentido de ser competitiva desde o primeiro grande prémio da época e assim poder lutar pelo título de 2018.

O melhor registo do piloto português foi de 1m41,982s, conseguida na segunda sessão deste último dia. Isso fez com que Oliveira ficasse a 1,056s do melhor tempo, conseguido por Alex Marquez. O espanhol da EG 0.0 Marc VDS realizou uma volta ao traçado andaluz em 1m40,926s. Foi aliás o único a rodar abaixo de 1m41s.

Apesar de não ter ficando muito perto dos mais rápidos, Miguel Oliveira ficou satisfeito com o trabalho efetuado: “Hoje foi um dia produtivo, no qual mostramos mais uma vez um bom andamento. Também trabalhamos com a volta mais rápida em mente, jogando um bocado com o ‘set-up’ da moto”.

Francesco Bagnaia, que dominou os dias anteriores, teve desta feita de se contentar com o segundo registo, a 0,334s de Marquez, enquanto a terceira marca pertenceu ao companheiro de equipa de Miguel Oliveira, Brad Binder, que na KTM # 41 ficou a 0,799s do melhor tempo. Fecharam o lote dos cinco primeiros Lorenzo Baldassari e Xavier Vierge, que tal como Alex Marquez e Francesco Bagnaia tripulam Kalex.

Mais partilhadas da semana

Subir