Tecnologia

A menina dança? As paredes deste clube dançam consigo (vídeo)

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos podem ter acabado, mas a festa não. O ‘pavilhão dançante’ continua a fazer a festa, com paredes que dançam ao ritmo dos visitantes.

Desenvolvido pelo Estudio Guto Requena para o Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro (Brasil), a estrutura ‘sobreviveu’ aos eventos desportivos e promete continuar a agitar as noites… e os dias de quem gosta de dançar.

Esta estrutura interativa é um exemplo de como usar a tecnologia de ponta ao serviço da arquitetura. O ‘pavilhão dançante’ ganhou tal alcunha porque nas paredes tem 500 espelhos, circulares, que são ativados por sensores de movimento.

Assim, as paredes e a iluminação ‘respondem’ ao ritmo de quem dança, com o pavilhão a transformar-se num edifício vivo que também… dança.

Mais partilhadas da semana

Subir