Tecnologia

Megaupload: Kim Schmitz só conhece decisão de extradição no próximo ano

kim_schmitz_2Fundador do polémico site de partilha de ficheiros vai ficar na Nova Zelândia, pelo menos até março de 2013, altura que o tribunal daquele país toma a decisão acerca da sua extradição para os Estados Unidos.

O processo que envolve o Megaupload, o conhecido site de partilha de ficheiros que foi fechado em janeiro passado, pelo FBI, continua a dar voltas e voltas.

Esta semana, Kim Schmitz, o seu fundador, ficou a saber que ainda não há uma decisão acerca da sua extradição. Recorde-se que a mesma é pedida há muito pelos Estados Unidos, que querem acusar ‘Dotcom’, alcunha por que é conhecido na Internet, por diversos crimes de violação de direitos de autor.

Contudo, práticas alegadamente ilegais levadas a cabo pelo FBI, na altura das primeiras investigações, estão a pôr em causa a credibilidade da acusação norte-americana. O tribunal da Nova Zelândia, país onde habita Schmitz, adiou então a decisão até março de 2013, fazendo perceber assim que ainda existem muitas dúvidas neste processo.

Recorde-se que num passado recente, o FBI foi acusado por Dotcom de lhe roubar dados pessoais das suas dezenas de computadores. Um juiz neozelandês pediu também recentemente que as provas contra o programador informático fossem enviadas para a Nova Zelândia, a fim de serem analisadas ao pormenor.

Recorde-se que Kim Schimtz, criador e um dos lideres do Megaupload, foi detido pelo FBI a 20 de janeiro passado, juntamente com mais seis pessoas na Nova Zelândia, e é agora acusado de violação de direitos de autor e enriquecimento ilícito pelas autoridades norte-americanas. Só em 2010, estima-se que ‘Dotcom’ tenha metido ao bolso qualquer coisa como 42 milhões de dólares. Imagens encontradas na Internet mostram mesmo o programador informático a bordo de aviões particulares, entre outros luxos. Desde 2005, ano em que o Megaupload foi lançado, estima-se que Kim tenha lucrado cerca de 175 milhões de euros com o site.

Mais partilhadas da semana

Subir