Nas Notícias

Mau tempo nas próximas horas deixa país em alerta

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) deixa o aviso para um agravamento das condições meteorológicas nas próximas horas e recomenda que se tomem precauções.

Além de chuva com períodos em que deverá cair de forma intensa, os especialistas do tempo avisam também que existem condições favoráveis à ocorrência de trovoada e granizo,

O país está, por isso, em aviso amarelo, aviso este que se prolonga também para o estado do mar.

Neste sentido a Autoridade Nacional de Proteção Civil emitiu um comunicado com recomendações e avisos.

É pedido que se tenham cuidados na condução, que se evitem passeios junto às zonas costeiras, ter cuidado com a possível queda de árvores ou estruturas, entre outros avisos.

  • Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo;
  • Cheias rápidas (em meio urbano) e inundações por acumulação de águas pluviais ou insuficiência dos sistemas de drenagem, nomeadamente agravadas durante os períodos de preia-mar;
  • Inundações devido ao transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis
  • Inundações em estruturas edificadas subterrâneas devido a condições de drenagem deficientes;
  • Danos em estruturas montadas ou suspensas;
  • Queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte;
  • Acidentes na orla costeira;
  • Instabilidade de vertentes e taludes associados à perda de consistência devido à saturação com água dos solos;
  • Vias de circulação obstruídas devido a queda de árvores, deslizamentos de terras ou desabamentos de pedras.
  • Em termos de medidas preventivas, a Protecção Civil aconselha a adopção de comportamentos adequados, como:
  • Desobstruir os sistemas de escoamento das águas pluviais e retirar os inertes e outros objectos suscetíveis de serem arrastados ou criarem obstáculos ao livre escoamento das águas;
  • Adoptar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tomando especial atenção à eventual acumulação de neve e/ou formação de lençóis de água nas vias rodoviárias;
  • Circular com correntes de neve sempre que se revele recomendável nas áreas atingidas pela queda de neve;
  • Evitar atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • Garantir a fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
  • Ter especial cuidado na circulação e permanência junto a áreas arborizadas, permanecendo atento à possibilidade de queda de ramos e árvores em virtude de vento mais forte;
  • Circular com a máxima precaução junto à orla costeira e zonas ribeirinhas mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando se possível a passagem e permanência nestes locais;
  • Evitar a praticar atividades relacionadas com o mar, como pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, bem como estacionar veículos muito próximos da orla marítima;
  • Evitar a circulação e permanência nas terras altas, onde se esperam rajadas de vento fortes ou muito fortes;
  • Estar atento às informações da meteorologia e aos conselhos e recomendações da Protecção Civil e das Forças de Segurança.

Mais partilhadas da semana

Subir