Motores

Manuel Pinto estreou-se com um título

Embora para muitos tenha passado despercebido, a estreia de Manuel Pinto no Campeonato Nacional de Ralis fez-se numa época em que conquistou um título, dos Diesel. A aposta pouco convencional num Fiat Punto R3D acabou por resultar num campeonato com um final feliz, apesar de altos e baixos, naturais nestas circunstâncias.

Desde o começo se percebeu que a tarefa do piloto de Gondomar iria ser tudo menos fácil, ainda que a aposta numa mecânica mais simples tenha sido por vezes uma vantagem.

A primeira prova da época, no Rali Serras de Fafe, não teve o desfecho que Manuel Pinto desejava, uma vez que a dureza da prova em pisos de terra acabou por ter impacto no Punto R3D, cuja suspensão não aguentou ditando o abandono.

Já nos ralis Vidreiro e Casino de Espinho as coisas correram substancialmente melhor e piloto gondomarense pôde exprimir todo o seu potencial, impondo-se na categoria Diesel. O triunfo do campeonato da classe começava a tornar-se possível.

O Punto R3D evoluiu, a decoração foi modificada e no Algarve o título tornou-se uma prioridade, ainda que a prova tenha sido bastante complicada para Manuel Pinto. Um problema no turbo foi uma contrariedade séria, mas juntamente com o seu navegador, Luís Boiça, o piloto não baixou os braços acabando por vencer os Diesel e ser segundo na categoria RC3, conseguindo também a terceira posição no campeonato desta classe.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: