Mundo

“Maëlys vai assombrar-te na prisão até morreres”, promete mãe

A mãe de Maëlys de Araújo reagiu à confirmação da morte da menina com uma mensagem para “o assassino”, Nordahl Lelandais. “Ela vai assombrar-te na prisão, noite e dia, até morreres”.

Nas redes, Jennifer Cleyet Marrel despediu-se de Maëlys, a quem pediu desculpa por não a conseguir proteger “desse predador”, com uma mensagem tocante.

“Demorou cinco meses e meio para que esse monstro finalmente falasse. Você é o assassino da minha filha: Maëlys irá assombrá-lo noites e dias na prisão até você morrer e ir para o inferno”.

Com a angústia de uma mãe que nunca mais poderá “segurar a filha nos braços e dizer-lhe o quanto a amo”, a mãe de Maëlys garantiu que tudo irá fazer para que Nordahl Lelandais, o homicida confesso da criança, não volte a saborear a liberdade.

“Esse monstro não vai magoar ninguém agora. Que seja feita justiça e nunca mais uma criança sofrerá um tal ato”, frisou.

Maëlys de Araújo, que tinha 9 anos, estava desaparecida desde 27 de agosto do ano passado, tendo sido vista pela última vez numa festa de casamento, em Pont-de-Beauvoisin.

Após as primeiras buscas, infrutíferas, a teoria do rapto ganhou força. Até porque Nordahl Lelandais, um dos convidados do casamento, estava ausente à mesma hora e, no dia seguinte, tinha o carro lavado.

Considerado o principal suspeito, foi detido para interrogatório, presente a juiz de instrução, a 29 de agosto, e posto em liberdade.

O homem viria a ser detido logo no dia a seguir: a perícia ao carro levou à descoberta de restos de ADN de Maëlys.

Novamente inquirido, Lelandais negou o rapto, mas confirmou que a menina esteve no carro. Pretendia ver os cães, que o homem estava a passear durante uma ‘pausa’ nas celebrações do casamento.

A explicação não convenceu as autoridades, pois os restos de ADN foram encontrados na parte de frente da viatura e não atrás, onde estavam os cães. E o homem ficou em prisão preventiva.

Nordhal Lelandais passou a colaborar com os investigadores e confessou o crime.

Nesta quarta-feira, o corpo de Maëlys foi encontrado.

Mais partilhadas da semana

Subir