Europa

Mãe levou filha mais de 50 vezes ao médico

Desde cedo que Mel Stocks percebeu que a filha não estaria bem. Trocou várias vezes de médico nos últimos 14 meses, alegando que foi a 50 consultas médicas, até à criança ser diagnosticada com leucemia.

A mulher, natural de South Yorkshire, no Reino Unido, diz que foi acusada de estar a gastar dinheiro e tempo por ser demasiado protetora. No entanto, Mel afirma que “sabia que havia algo de mal com Jessie”.

“Ela não tinha apetite, era muito letárgica e tinha constantemente sintomas gripais”, diz Mel, que desde a primeira semana de vida da filha notou estes sintomas.

“Eu já tinha uma filha, por isso sabia muito bem qual era a diferença entre uma criança saudável e uma que não o é”, acrescenta em declarações ao ‘Mirror’.

Ao longo das várias idas a hospitais e centros de saúde, Mel lembra que foram receitados vários tipos de antibióticos à filha.

Só após um segundo médico diagnosticar leucemia a Jessie, é que esta começou a ser tratada. A criança realizou um teste de medula óssea, duas semanas depois, que revelou que também tinha uma translocação fildélfia, o que viria a dificultar o tratamento da leucemia.

Jessie recebeu um transplante de medula e ficou livre da leucemia no ano passado. Contudo, a menina agora enfrenta dificuldades relacionadas com problemas com o transplante, permanecendo no hospital.

A mãe diz que o sorriso e a força da filha dão-lhe esperança e determinação para continuar esta luta.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir