EUA

Mãe leva filhos à caça porque “caçar ajuda a respeitar os animais”

Uma norte-americana do Oklahoma gerou uma onda de indignação, pela teoria contraditória que defende: Heather Del Moral tem o hábito de levar os filhos à caça, alegando que aquela prática ajuda “a respeitar os animais”. Esta caçadora estimula o contacto entre os filhos e os animais, mostrando aos seus filhos “onde fica o coração”.

A história tornou-se viral, nos EUA, não apenas pela contradição de uma caçadora que preza o respeito pelos animais, mas também pelos detalhes narrados pela própria, nas aventuras testemunhadas pelos filhos, de 14, 12 e 9 anos.

Heather, de 34 anos, não tem a companhia do marido quando vai matar “veados, pombas e patos”, mas leva sempre os seus três filhos, muito novos, por considerar que essa prática “ajuda-os a respeitar os animais” e a “manterem-se afastados dos telemóveis”, revela, ao jornal Metro.

“Alguns dos melhores momentos que passo com os meus filhos são quando estamos na caça. Os telemóveis ficam em casa e podemos conversar, conviver, rir, reforçar laços”, conta.

“Caçar ajuda a retirar as crianças de casa, a afastá-las das tecnologias. Leva-os a gostar da natureza e de biologia”.

Mas há mais pormenores controversos. Esta caçadora estimula o contacto entre as crianças e os animais, mostrando aos seus filhos “onde fica o coração”.

Filha de um caçador, habituou-se a fazê-lo com o pai e adotou o mesmo hábito com as crianças.

“Não é uma atividade para qualquer pessoa. No entanto, antes de julgarem, deveriam experimentar”.

Esta mãe encoraja os filhos a caçar e tem uma pessoa responsável por dar-lhe lições.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir