Mundo

Madeleine McCann: Scotland Yard regressou a Portugal

Investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann teve desenvolvimento em agosto: agentes da Scotland Yard regressaram a Portugal, para efetuar diligências cuja finalidade não é conhecida.

A Scotland Yard esteve em Portugal no passado mês, mas não se sabe com que finalidade. A Polícia Judiciária não confirma a presença daqueles agentes, mas um porta-voz assegurou à agência Lusa que houve uma deslocação a solo luso, em agosto.

Em maio, recorde-se, Gerry e Kate McCann, os pais de Maddie, enviaram uma carta ao primeiro-ministro David Cameron, na qual solicitavam a reabertura do processo de investigação do desaparecimento da criança, que ocorreu há quatro anos.

O caso está arquivado desde 2008, em Portugal, mas em solo inglês prosseguem diligências relacionadas com o desaparecimento da menor. E se há desenvolvimentos, a Procuradoria-Geral da República (PGR) desconhece.

“Nada foi solicitado ou comunicado”, afirma a PGR. O alegado regresso a Portugal por parte da Scotland Yard ter-se-á dado dias depois de mais um avistamento. Uma menina com semelhanças físicas, vista na Índia, gerou uma onda mediática. Mas não era Madeleine.

A criança britânica tinha quase 4 anos quando desapareceu, a 3 de maio de 2007, do apartamento onde passava férias com a família, na Praia da Luz (Algarve). Aparentemente, a investigação continua.

Mais partilhadas da semana

Subir