Nacional

Luciana Abreu esclarece polémica com a mãe no Facebook

Luciana Abreu reagiu, no Facebook, às notícias que têm sido publicadas sobre problemas com a sua mãe, Ludovina Abreu, e à relação de amizade com a sua amiga de infância, Ana Micaela.

“As más influências sobre mim acabaram quando a minha mãe e a minha irmã deixaram de viver na minha casa”

Veja o post publicado nesta segunda-feira:

“Na sequência das “notícias” que, ultimamente têm sido propagadas na imprensa a meu respeito e sobre pessoas que me são queridas, cumpre-me passar a informar e a esclarecer, para quem assim estiver interessado, a verdade dos factos:

A minha mãe, Ludovina Abreu, não saiu de minha casa.

A minha mãe foi, por mim, convidada a deixar a minha casa, por motivos de desentendimento entre nós, por perda da minha confiança, por motivos pessoais e que apenas à família interessam.

Para o efeito, acordamos, e assim estou a cumprir, em lhe pagar uma renda de um apartamento, uma mensalidade e um automóvel à sua disposição;

A minha irmã, Ana Luísa, dispôs-se a colaborar nesta situação;

A minha amiga, Ana Micaela, é minha amiga de infância.

Desde sempre teve uma participação, direta ou indiretamente, na minha vida, na minha carreira e na organização dos meus fãs, a quem desde já agradeço imenso e espero que assim continue.

É licenciada em psicologia, mestrada em psicologia e decidiu agora, aos 24 anos de idade, fazer o seu doutoramento. Como todos sabem, um doutoramento tem grandes custos. Acordamos em que eu a ajudaria a conseguir o seu desejo. Para o efeito, a Micaela, está em minha casa, numa parceria comigo, de forma a que é minha colaboradora, no sentido de organizar a minha casa e me ajudar com as minhas filhas;

Para que este assunto se dê por encerrado, quero deixar bem claro que qualquer outro seguimento que não este que acabo de explicar, é da inteira responsabilidade de quem o propague, reservando-me ao direito, e se assim eu o entender, ou os meus advogados, de proceder judicialmente sobre todas as pessoas que eu entenda que me ofendem.

Mais esclareço que qualquer notícia, informação ou seja o que for propagado pela minha mãe, ou minha irmã Ana Luísa, serão da sua inteira responsabilidade e sobre esses assuntos não terei mais qualquer esclarecimento a prestar;

Relativamente à maldosa, infame e ultrajante notícia sobre eu viver em minha casa com uma amiga especial, esclareço que o assunto está a ser tratado pela minha advogada;

Mais esclareço que, do meu ponto de vista, a orientação sexual só a cada um diz respeito. Não julguem que me ofende o que se tentou, maleficamente dizer, que eu vivo com uma amiga especial mas, o que me revolta, é terem tentado, de forma ignóbil, denegrir a minha imagem e de uma grande amiga minha, tentando fazer uma conotação absurda e monstruosa, porque não é verdade.

A este respeito, que fique bem claro que não sou homofóbica, ninguém tem nada a ver com o que eu penso e que se enganem os que julguem que a minha mãe saiu de minha casa porque acha que a minha amiga exerce uma má influencia sobre mim.

As más influências sobre mim acabaram quando a minha mãe e a minha irmã deixaram de viver na minha casa;

A quem interessar e que julgue que a minha dignidade, como pessoa, profissional e amiga, por infâmias propagadas fica abalada, que se desengane, eu sou cada vez mais forte.

Luciana Abreu”


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: