Nas Notícias

Lei de segurança sísmica dos edifícios preocupa engenheiros

A Ordem dos Engenheiros (OE) está preocupada com os recentes eventos sísmicos e deixa um alerta ao Governo para que possa rever a lei da segurança sísmica nos edifícios. “O mais urgentemente possível”, apela a OE.

“Ultimamente, tem ocorrido uma série de eventos sísmicos no território continental, mas não é mais do que tem sido habitua”, começa por explicar Mineiro Aires, bastonário da OE, em declarações à Lusa.

Apesar de não existir “nenhuma razão” para alarmismos, “a questão não está aí”.

Para a OE, a questão é que “o edificado antigo e até algumas das recentes intervenções na área da reabilitação urbana não oferecem condições de segurança, capazes de dar resposta a ocorrências desta natureza”.

O bastonário da OE revela ainda que “não se fique com a ilusão que uma estrutura bem calculada e antissísmica resiste a todas as solicitações”.

“Não, haverá sempre danos, mas podemos minimizar os danos para o futuro e melhorar o que está no presente”, disse o bastonário, salientando que a nova legislação irá “tranquilizar o cidadão em relação à qualidade das construções”.

Mineiro Aires sublinha ainda que “é preciso pôr as coisas no sitio”.

“Estarmos atentos àquilo que são as exigências de hoje e chamar a atenção do Governo para que ponha cá fora aquilo que eu sei que ele quer pôr. Sei que isso é uma preocupação, mas queremos que passe a ser uma prioridade.”

Mais partilhadas da semana

Subir