Insólito

Lar de idosos contrata dançarinas de varão para entretenimento dos residentes

Um lar de idosos em Christchurch, Dorset, no Reino Unido, está no centro de uma polémica depois de ter organizado uma atividade ‘inadequada’ com dançarinas de varão para os seus residentes, alguns dos quais que sofrem de demência.

Os donos do lar Fairmile Grange, no Reino Unido, responderam ao pedido de entretenimento mais moderno dos seus moradores com uma oferta surpreendente, que tem gerado polémica.

Os proprietários instalaram um poste de metal na sala de convívio do lar e deixaram que seis mulheres recriassem, em trajes menores, um espetáculo típico dos anos 50 e 60, que deixou os residentes extremamente satisfeitos.

“Os familiares dos nossos utentes pediram-nos atividades mais modernas. Fizemos uma lista de várias possibilidades e deixámos que eles escolhessem o que preferiam. Até foram os idosos que escolheram especificamente esta companhia de dança, porque é um grupo local. Nos lares da Encore Care Homes, orgulhamo-nos de desafiar estereótipos e vamos continuar a oferecer experiências apropriadas, novas, entusiasmantes e progressivas aos nossos residentes”, defende Izzy Nicholls, diretora da Encore Care Homes, que gere aquele lar inglês.

No reverso da medalha, a iniciativa mereceu duras críticas por parte de conselheiros municipais.

“Estou atónito. Eu fico sempre feliz por ver idosos a terem os seus horizontes alargados com novas experiências, mas não tenho a certeza se isso deve envolver dança no varão”, refere Denise Jones.

Durante o espetáculo, os idosos mostraram-se felizes e entusiasmados, o que tem motivado vários comentários de incentivo nas redes sociais.

“Os idosos resistentes têm o direito a divertir-se como bem entenderam”, escrevem alguns utilizadores.

A empresa responsável pela experiência defende também que “a dança no varão é uma atividade física cada vez mais popular”, sendo que o espetáculo protagonizado no Fairmile Grange é de teor “ginástico com música dos anos 50 e 60”.

480Shares

Mais partilhadas da semana

Subir