Desporto

Jorge Jesus emociona-se a falar dos jogadores

“Antes de ser treinador, sou um ser humano”, disse Jorge Jesus, com a voz trémula, a indiciar a emoção que foi travada por um aplauso da plateia. Durante uma palestra sobre liderança que decorreu hoje, em Coimbra, o técnico não falou de Alcochete, mas mostrou que as lições que aprendeu com o professor Manuel Sérgio faziam todo o sentido.

A frase ganhou força, porque foi dita de forma genuína, com emoção quase convertida em lágrimas. Jorge Jesus não chorou, mas a voz perdeu força, para dizer algo poderoso.

“As pessoas olham para o treinador, para os jogadores… Mas eu antes de ser treinador sou um ser humano”, disse.

Um aplauso ajudou o técnico a recuperar a voz, embargada. E Jesus completou o raciocínio.

“Eu tenho um carinho muito grande pelo professor Manuel Sérgio. Ele ensinou-me uma coisa muito importante: como treinador, antes de olhar para os jogadores, eu tenho de olhar para as pessoas”.

O técnico falava sobre liderança, numa palestra em Coimbra, sobre ‘A Liderança na Multiculturalidade’, promovida pelo International Club of Portugal.

Não comentou os episódios de Alcochete, ao abrigo de uma cláusula de confidencialidade. Mas naquelas palavras estão os efeitos do que aconteceu na academia.

Jorge Jesus parte hoje para a Arábia Saudita, onde vai orientar… pessoas.

Mais partilhadas da semana

Subir