Nas Redes

Jorge Gabriel pede demissão da presidente da Raríssimas

Num texto publicado no Instagram, Jorge Gabriel sugere a Paula Brito e Costa, presidente da Raríssimas, que suspenda a atividade. “Até eu me ponho de pé, junto a si, se dignificar a obra com tamanha coragem”, escreveu o apresentador.

O caso que envolve a presidente da Raríssimas, de alegado uso de meios da associação em proveito pessoal – denunciado por uma reportagem da TVI – suscitou a reação de alguns famosos.

Depois de Manuel Luís Goucha e Tânia Ribas de Oliveira, surge Jorge Gabriel, a sugerir um pedido de demissão, de forma velada e com pouca esperança.

“Paula Brito e Costa, sabe o que é raríssimo? Alguém da sua estatura social não suspender a sua actividade face a tão graves acusações, até provar cabalmente a sua inocência”, começa por escrever.

O apresentador prossegue no mesmo registo. “Sabe o que é Raríssimo? É dar aos nossos herdeiros exemplos de cidadania quando em causa está a nossa honra”, insiste.

Jorge Gabriel promete levantar-se se Paula Brito e Costa sair do cargo:

“ Até eu me ponho de pé, junto a si, se dignificar a obra com tamanha coragem”.

Apesar de tudo, o apresentador manifesta o desejo de inocência.

“Espero que esteja inocente para o seu bem, e para o bem de todas as instituições que hoje vivem mais um clima de suspeição”, conclui.

Mais partilhadas da semana

Subir