Desporto

Jaime Marta Soares “não serve para nada”, arrasa Eduardo Barroso

Eduardo Barroso justificou a recusa em integrar a comissão de gestão do Sporting com críticas fortes a Jaime Marta Soares. “É o tipo de pessoa que não serve para nada”.

O médico confirmou, ao Observador, que foi convidado a integrar um órgão com o qual se encontra “em profundo desacordo”, por defender que a crise do Sporting só se resolve “com eleições”.

Só que o convite tirou-o do sério. Afinal, essa comissão de gestão “não é dar voz aos sócios”.

Pior ainda, “é aquilo que quiseram que eu fizesse no tempo de Godinho Lopes”, reforçou.

O convite não passou de “uma provocação miserável”.

“A minha mulher, ao lado, até se indignou pela forma” como Eduardo Barroso respondeu ao telefonema, feito por alguém “mandatado para esse efeito”, sem no entanto revelar quem.

“Sou um defensor de eleições, tirei o meu apoio a Bruno de Carvalho, mas para dar voz aos sócios”, insistiu.

As críticas não foram apenas para o presidente do Sporting, pois o médico visou também o presidente demissionário da Mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares.

“É o tipo de pessoa que não serve para nada, foi um dos grandes culpados de o problema se arrastar”, acusou.

Eduardo Barroso lembrou ainda como, “no passado”, Jaime Marta Soares o insultou quando, a par de Daniel Sampaio, defendeu “convocar a AG de destituição de Godinho Lopes”.

“Depois foi a minha casa pedir-me desculpa pelo que disse, para poder pertencer à lista do Bruno de Carvalho. Ele anda ao sabor. Apoiou Godinho Lopes, mas aceitou logo a boleia do Bruno para poder ser presidente da Mesa da Assembleia Geral”, reforçou Eduardo Barroso.

Mais partilhadas da semana

Subir