Motores

Hugo Araújo quer ganhar novamente em Vila Real

Hugo Araújo está de regresso às pistas nacionais, ao Super Seven by KIA e ao Circuito de Vila Real, onde espera lutar pela vitória, tal como sucedeu ‘fora de portas’ em Em Silverstone e Spa-Francorchamps. Aos comandos do Caterham R300 nº 99, o piloto de Braga vai dar tudo na pista transmontana para voltar a ter sucesso.

Em 2014 Hugo Araújo venceu na sua estreia em Vila Real, e o objetivo passa por repetir o feito ou, pelo menos, subir ao pódio,

“Venci em Vila Real a minha primeira prova no Super Seven, em 2014. Foi uma prova que me marcou imenso, mostrei que tinha uma palavra a dizer na luta pelas vitórias, conquistei o respeito dos meus adversários e reforcei os meus índices de confiança. Foi o ponto de viragem daquela época pois a partir de Vila Real fui sempre ao pódio e acabei a época num fantástico terceiro lugar final nas contas do troféu” refere o piloto minhoto que é também o autor da volta mais rápida de um Seven em Vila Real.

“Vila Real é especial para qualquer piloto, não só para mim. Quem viveu o desporto motorizado nos anos 80 e 90 tem um carinho especial por Vila Real, tal como por Vila do Conde por exemplo. Mas em Vila Real temos de acrescentar a fantástica moldura humana de verdadeiros apreciadores de automobilismo que provavelmente não existe noutro local. A cidade respira corridas”, refere também Hugo Araújo.

“Todos querem vencer em Vila Real. É o momento alto da época, no entanto o circuito não perdoa erros, nem excessos. A enorme vontade de vencer tem que estar sempre associada a níveis de concentração, rigor, exigência e postura bem diferentes de um circuito convencional para não deitar por terra o bom trabalho feito até aqui”, sublinha o piloto bracarense.

“Vamos ter de estar atentos no momento das dobragens, se existirem, e esperar que o piloto em vias de ser dobrado não nos dificulte a passagem. Do meu ponto de vista está preparado um fantástico ‘cocktail’ de emoções nas corridas do Super Seven by KIA em Vila Real e espero que o público nos brinde com a sua presença”, acrescenta Hugo Araújo.

Mais partilhadas da semana

Subir